SAIBA QUANDO VOCÊ PRECISA FAZER SUA COLONOSCOPIA!

É um exame que gera muitos tabus, mas certamente é um dos melhores métodos diagnósticos que temos disponíveis hoje, porque nos permite visualizar o intestino “por dentro”.




A COLONOSCOPIA é um exame usado para diagnóstico e tratamento de alterações no reto, intestino grosso e íleo terminal (o fim do intestino delgado).


É um exame seguro, no qual o colonoscópio entra pelo canal anal procurando por machucados ou inflamações na mucosa que possam significar alguma doença, e por pólipos, que são lesões que podem porventura se transformar em câncer no futuro. A retirada desses pólipos reduz consideravelmente a chance de você ter um tumor de intestino. Além disso, esse exame faz diagnóstico de câncer e outras doenças intestinais.


O procedimento dura cerca de 20 minutos a uma hora e geralmente é feito sob sedação, com anestesista, o que permite que você NÃO SINTA DOR durante a realização do exame.

Qual é a parte mais chata do exame?

Certamente o preparo, onde são feitas algumas restrições alimentares, e, na véspera, usados laxantes fortes para limpar bem o intestino e permitir a adequada visualização da mucosa.


Se você está se perguntando se esse exame é realmente necessário, eu te respondo que ele é a melhor forma de prevenir câncer colorretal, o qual é o terceiro tipo de tumor mais comum em homens e o segundo em mulheres, e que foi o responsável por mais de 860 mil mortes no último ano.

A maioria dos médicos recomenda que o exame de colonoscopia seja feito a partir dos 50 anos, mas algumas pessoas que têm maior risco de câncer de intestino, pela história familiar ou por certas doenças, devem começar antes.

Ainda, recentemente a Sociedade Americana do Câncer sugeriu a antecipação dessa idade inicial para os 45 anos, devido aumento dos casos de câncer esporádico nas populações mais jovens.


Além disso, algumas queixas fazem você precisar desse exame mais cedo:

  • sangue nas fezes (vivo ou misturado)

  • mudança brusca no padrão evacuatório normal (diarreia ou constipação de inícios súbitos)

  • anemia / deficiência de ferro inexplicadas

  • pesquisa de sangue oculto nas fezes positiva

  • dor abdominal ou retal progressivas ou inexplicadas

  • história prévia de câncer ou de pólipos no cólon

  • dor abdominal ou diarreia noturna (que desperta o paciente à noite)

  • história familiar de câncer ou doença inflamatória do intestino em familiar de primeiro grau (pai, mãe, filhos, irmãos)


A frequência de realização do exame varia conforme os achados da colonoscopia. Um exame normal pode te deixar até dez anos sem a necessidade de repetir. Se você tem histórico familiar ou se forem encontrados pólipos/ lesões chamadas de pré-malignas, esse tempo é encurtado.


Mesmo que você não apresente sintomas, se chegou na idade, faça o exame. A colonoscopia preventiva é uma aliada na luta contra o câncer colorretal.

10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo